China força miners de Bitcoin a cessar operações

Junho 22, 2021 16:52

noticias 22Junho

Se no mês passado comentámos que o mercado de moedas digitais se estava a afundar, com quedas que atingiram os 30% e 40% em Bitcoin e Ethereum, após o Banco Popular da China ter anunciado a inviabilização de pagamentos com Bitcoin no país, encerrando assim as portas a milhões de utilizadores chineses e causando uma corrida à venda destes instrumentos a nível global. Ao longo das últimas sessões, um novo golpe por parte do gigante asiático levou a que mais de 300 biliões de dólares do mercado de moedas digitais fossem liquidados. 

Desta vez, numa nova tentativa de controlar o mercado de moedas digitais no país, o governo de Pequim ordenou aos "mineiros" de Bitcoin que encerassem todas as suas operações. Já o Banco Popular da China declarou que os investidores deste setor favorecem a lavagem de dinheiro e outras atividades ilegais/criminosas e, por conseguinte, representam uma séria ameaça à segurança da população chinesa.

A juntar-se ao mercado de moedas digitais, os principais afetados por estas restrições incluem empresas como a Coinbase, sendo esta negociada agora a 222,6$ por ação face aos 328$ com que iniciou jornada, a 14 de Abril, momento em que uma espiral ascendente sem precedentes se fez sentir, em que a Bitcoin ultrapassou os 64 mil dólares. 

Ao observarmos o gráfico diário da Bitcoin, podemos observar que, após a estipulação de máximos históricos esta experienciou uma forte correção. Esta está em concordância com a divergência bearish que observámos no seu indicador MACD, levando-a a perder cerca de 50% do seu valor antes que entrasse no presente intervalo lateral, representado pelas faixas verde e vermelha, no intervalo entre os 30 mil dólares e 40 mil dólares por Bitcoin.

Durante esta importante queda, o preço quebrou diversos importantes suportes, criando um cruzamento triplo das duas médias bearish, o que poderá indicar uma correção posterior caso o preço caia abaixo da faixa inferior do intervalo lateral e do patamar dos 30 mil dólares. 

Enquanto o preço se mostrar incapaz de se recuperar sustentadamente, o importante nível de coincidência resistiva entre a sua média a 200 sessões e o nível de retração de Fibonacci de 38,2% a 40 mil dólares, o sentimento de mercado manter-se-á como bearish. Embora, para que se observe um ímpeto crescente superior, é necessário que o preço seja capaz de suplantar os importantes níveis de suporte e resistência (a laranja).

Fonte: Plataforma MetaTrader5 da Admirals. Gráfico diário BTC/USD. Intervalo de dados: 23 de Julho de 2020 a 22 de Junho de 2021. Gráfico elaborado a 22 de Junho, às 09:45 GMT. Tenha em atenção que retornos passados não são garantia de retornos futuros.

Evolução do preço ao longo dos últimos 5 anos:

  • 2020: 302.3%
  • 2019: 94%
  • 2018: -73.2%
  • 2017: 1337.7%
  • 2016: 124.1%

Se deseja começar a negociar em Forex ou qualquer um dos mais de 8000 instrumentos financeiros que a Admirals coloca à sua disposição, clique no banner abaixo para dar início à sua jornada enquanto trader, acompanhado de uma equipa disponível para si 24/7, totalmente em português. Para abrir uma conta real clique no banner abaixo:

Conta Real

Sobre a Admiral Markets

Este material não contém e não deverá ser interpretado como aconselhamento financeiro, recomendação, oferta ou solicitação para quaisquer transações de instrumentos financeiros. Por favor, note que esta análise de negociações não é um indicador confiável de desempenho presente ou futuro, uma vez que as circunstâncias podem mudar ao longo do tempo. Antes de tomar decisões de investimentos, deverá procurar aconselhamento através de consultores financeiros independentes para garantir que compreende os riscos.

Avatar-Admirals
Admiral Markets
Uma solução completa para gastar, investir e gerir o seu dinheiro

Mais do que uma corretora, a Admirals é um centro financeiro que oferece uma ampla gama de produtos e serviços financeiros. Permitimos que consiga abordar as finanças pessoais através de uma solução completa para investir, gastar e gerir dinheiro.