Economia chinesa continua a mostrar-se forte nas exportações

Julho 14, 2021 03:27

Comentámos em Abril passado que, desde que a pandemia do vírus corona se iniciou no ano passado, a China parece estar a enfrentar esta situação melhor do que a maioria, apesar do facto de tudo ter originado na cidade de Wuhan. 

No passado, observámos como a produção das fábricas chinesas não só aumentou, como superou as expectativas de mercado, crescendo mais no intervalo interanual do que o registado em 2018.

Durante a sessão de hoje, foi-nos possível confirmar que o volume de negociações entre a China e o resto do globo cresceu 27,1% durante a primeira metade de 2021, o que, uma vez mais, evidencia a forte posição que o gigante asiático detém no panorama mundial pós-pandemia. Pequim obteve lucros oriundos de atividades comerciais na ordem dos 252,7 biliões de dólares graças ao enorme aumento de exportações. 

O fosso existente entre China e os EUA mantém-se em mercado, apesar da partida de Donald Trump, uma vez que ambos os países controlam o comércio mundial, transitando do cenário geo-político América-Europa para o Ásia-Pacífico. 

Apesar da economia chinesa ser uma das grandes beneficiárias desta crise, e de ter experienciado forte crescimento em mercado de valores no ano passado, durante a primeira metade deste ano o índice Hang Seng cresceu apenas 5,86% comparado com os 14,41% do S&P500, os 12,5% do Nasdaq e dos 12,73% do Dow Jones. 

Em termos técnicos, se observarmos o seu gráfico diário, as quedas desde os seus máximos coincidem com o consolidar de uma divergência negativa entre o preço, o seu indicador de MACD e o seu oscilador Stochastic, levando a que o índice se tenha afastado momentoriamente da sua média móvel a 200 sessões e da faixa inferior do intervalo lateral(a vermelho).

Neste momento, o valor encontra-se numa movimentação de recuperação até junto da sua média móvel a 200 sessões, pelo que nos deveremos manter atentos durante as próximas sessões para confirmar se é capaz de o fazer, sabendo que a confirmação da perda deste intervalo poderá significar uma queda até junto do seu anterior suporte, próximo dos 25,960 pontos. 

Enquanto o preço se mostrar incapaz de ascender acima da linha de downtrend a médio prazo que deu início aos seus máximos anuais, o sentimento de mercado manter-se-á pessimista. 

Fonte: Plataforma MetaTrader5 da Admirals. Gráfico diário HSI50. Intervalo de dados: 19 de Fevereiro de 2020 a 13 de Julho de 2021. Gráfico elaborado a 13 de Julho, às 10:30 GMT. Tenha em atenção que retornos passados não são garantia de retornos futuros. 

Evolução do preço ao longo dos últimos 5 anos:

  • 2020: -3,40% 
  • 2019: 9,07% 
  • 2018: -13,61% 
  • 2017: 35,99%
  • 2016: 0,39% 

Se deseja começar a negociar em Forex ou qualquer um dos mais de 8000 instrumentos financeiros que a Admirals coloca à sua disposição, clique no banner abaixo para dar início à sua jornada enquanto trader, acompanhado de uma equipa disponível para si 24/7, totalmente em português. Para abrir uma conta real clique no banner abaixo:

Sobre a Admiral Markets

Este material não contém e não deverá ser interpretado como aconselhamento financeiro, recomendação, oferta ou solicitação para quaisquer transações de instrumentos financeiros. Por favor, note que esta análise de negociações não é um indicador confiável de desempenho presente ou futuro, uma vez que as circunstâncias podem mudar ao longo do tempo. Antes de tomar decisões de investimentos, deverá procurar aconselhamento através de consultores financeiros independentes para garantir que compreende os riscos.

Avatar-Admirals
Admiral Markets Uma solução completa para gastar, investir e gerir o seu dinheiro

Mais do que uma corretora, a Admirals é um centro financeiro que oferece uma ampla gama de produtos e serviços financeiros. Permitimos que consiga abordar as finanças pessoais através de uma solução completa para investir, gastar e gerir dinheiro.