Uber - História | Como Comprar Ações Uber?

Agosto 08, 2021 10:42 UTC
Tempo de leitura: 20 minutos

É uma empresa americana e é um dos símbolos da nova economia. Conseguiu tirar o tapete debaixo dos pés da indústria de táxis e tornou-se uma das líderes mundiais na entrega de refeições ao domicílio. Este termo ficou conhecido por uberização. Falamos obviamente da Uber. Neste artigo exploraremos a história da empresa Uber, assim como o valor presente, e potencial, da Uber stock.

Os clientes consideram a Uber prática. Existe uma minoria que a acusa de concorrência desleal face ao setor de táxis. Esta minoria já lhe rendeu vários processos judiciais por todo o globo. Pesando prós e contras, investir em ações da Uber significa, antes de mais, tirar proveito da digitalização da economia.

A sua IPO deu-se a 10 de Maio de 2019, o que não constitui surpresa para ninguém. Estando prevista uma capitalização de mercado de 120 biliões de dólares, aos quais a Uber já esteve muito perto em meados de 2021, neste momento a sua capitalização de mercado ronda os 90 biliões de dólares. O seu modelo de negócios é atraente em termos do mercado total disponível, mas a empresa enfrenta riscos regulatórios e jurídicos que podem prejudicar as suas perspectivas de crescimento.

Vale a pena investir em ações da Uber? Neste artigo aprofundaremos a questão, analisando a história e os negócios da empresa, a história de sua cotação na bolsa de valores, os riscos e as oportunidades inerentes às ações Uber, que se afirmam como as de uma empresa em alto crescimento.

Índice

História da empresa Uber

A Uber nasceu como UberCab em 2009. Os fundadores Travis Kalanick e Oscar Salazar aperceberam-se que encontrar um táxi de forma célere numa grande metrópole era uma corrida de obstáculos. Graças às tecnologias de informação e comunicação, eles construíram, com a ajuda de Garrett Camp (que participaria no projeto), uma aplicação móvel interativa para reserva de motoristas privados, a UberCab.

A UberCab apresentou múltiplos objetivos: melhorar o dia a dia das populações urbanas, reduzir os congestionamentos nos horários de pico e ser um dos líderes mundiais em partilha de transportes. Posteriormente, a UberCab tornar-se-ia somente Uber, ao assumir o domínio uber.com, que se tratava de um serviço de blog e de redes sociais.

Foi em 2010 que a aplicação móvel Uber foi oficialmente lançada nas plataformas IOS e Android, em San Francisco.

Crescimento graças à obtenção de fundos

Para atender à procura global e financiar o seu crescimento, a Uber seguiu viagem na obtenção de fundos em Dezembro de 2011; de bancos, empresas de capital de risco, fundos soberanos ou CEO’s afamados como Jeff Bezos da Amazon. O Uber começou por expandir a sua atividade de VTC (Transport Car with Driver) nos Estados Unidos, mas não se ficou por aí, sendo hoje um fenómeno global marcando presença em mais de cinquenta países.

Em 2013, o Google, sob a marca Google Ventures, adquiriu uma porção do capital da Uber. Em 2014, a Uber foi lançada na China, mas enfrentou forte competição sob a forma do líder nacional em reservas online de VTC, Didi Chuxing. No mesmo ano, a empresa americana recebeu novo investimento de outro membro do GAFA (Google, Apple, Facebook e Amazon) - o Facebook.

Para aperfeiçoar os seus serviços, o grupo Uber beneficia agora do serviço de mapeamento Bing Maps da Microsoft. Em Junho de 2016, o fundo de investimento público da Arábia Saudita tornou-se acionista da Uber detendo 5% do seu capital. Dois meses depois, a Uber abandonou as suas atividades na China em virtude do seu concorrente Didi Chuxing, com o qual vinha travando uma guerra de preços. Em troca, a Uber adquiriu 20% do capital da empresa chinesa.

Em Julho de 2017, a Uber expandiu as suas atividades para a Rússia e nos países da CEI(Central European Initiative) estabelecendo relações com a Yandex para criar uma joint venture, na qual a empresa americana detém cerca de 37% das ações.

A Uber recolheu também fundos por parte da holding japonesa Softbank.

Em Junho de 2015, em França, a Uber despertou uma rebelião de taxistas durante uma greve nacional. Os últimos acusaram a empresa, mediante a aplicação da UberPop, de oferecer serviços a preços baixos, conectando motoristas VTC, e permitindo o acesso de motoristas não profissionais à plataforma.

Após vários testes, a aplicação UberPop foi permanentemente banida em França. As autoridades francesas classificaram-na como um serviço de transporte, enquanto que a Uber argumentava que esta se tratava de um serviço de boleias.

Em Março de 2018, a Uber adquiriu uma participação na empresa de Singapura, Grab, especializada na junção de clientes e provedores de serviços.

Em preparação para a sua IPO em 2019, a Uber continuou a sua expansão internacional no Médio Oriente ao adquirir a Careem por 3,1 biliões de dólares.

Em Maio de 2019, a Uber lançou-se na Bolsa de Valores de Nova York com uma capitalização de mercado de 82 biliões de dólares. Esta entrou no top 10 das maiores IPO's americanas. Um ano mais tarde, a Uber anunciou uma reestruturação devido à Covid-19, com uma redução de 25% da sua força de trabalho e um novo foco nas atividades de transporte de passageiros e entrega de refeições.

Durante o verão de 2020, a Uber fortaleceu a sua posição no Reino Unido ao adquirir a Autocab, especialista em junção de clientes e táxis. Em Dezembro de 2020, a Uber abandonou o seu projeto de carro autonomizado, vendendo a sua subsidiária Uber Advanced Technologies Group à startup americana Aurora. Nesta negociação, a Uber obteve 26% do capital da Aurora.

Em Fevereiro de 2021, a Uber diversificou-se com a entrega de bebidas alcoólicas online, adquirindo a plataforma online Drizly.

Se deseja aprofundar o seu conhecimento, capacidade de análise e negociação de mercados financeiros, recomendamos que descarregue a plataforma de trading MetaTrader5. Poderá criar uma conta de Teste Gratuita, livre de riscos e com abundantes funcionalidades! Clique no banner que se segue para iniciar o download:

Datas importantes da Uber Company

  • Março de 2009: Criação da empresa Uber por Travis Kalanick e Oscar Salazar
  • Julho de 2010: lançamento oficial da aplicação móvel Uber nas plataformas IOS e Android
  • 2011: Expansão das atividades da Uber nos Estados Unidos e nas principais cidades do mundo. Possível por intermédio de novos financiamentos de investidores institucionais e do fundador da Amazon, Jeff Bezos.
  • 2014: Lançamento da Uber na China e do seu serviço de entrega de refeições online Uber Eats.
  • 2016: Aquisição da divisão de mapeamento Bing Maps da Microsoft
  • Julho de 2017: Criação de uma joint venture com a empresa russa Yandex para o desenvolvimento de atividades na Rússia e nos países da CEI
  • Março de 2018: Aquisição de uma posição na empresa de Singapura, Grab
  • Maio de 2019: IPO da Uber na Bolsa de Valores de Nova York com avaliação inferior à esperada por analistas financeiros
  • Maio de 2020: foco estratégico da Uber no transporte e entrega de refeições, e redução de 25% da sua força de trabalho devido à crise originada pelo vírus Covid-19
  • Julho de 2020: Aquisição da Postmates e Routematch, empresas americanas especializadas em entrega de comida e software dedicado ao transporte público, respetivamente.
  • Agosto de 2020: Aquisição da empresa britânica Autocab de relacionamento entre clientes e táxis
  • Dezembro de 2020: Abandono do seu projeto de carro autonomizado com as tecnologias Uber Advanced
  • Fevereiro de 2021: Aquisição da Drizly para entrega de álcool online

Estratégia Corporativa da Uber

O Uber evoluiu enormemente desde a sua incepção. Além da sua atividade de reserva online de transportes terrestre, a empresa americana diversificou para outros serviços, como:

  • A Uber Eats - na entrega de refeições online, que é a sua segunda fonte de receita.
  • Uber Copter - reserva online de voos de helicóptero
  • Uber Rent - em leasing
  • Uber Freight - uma plataforma de conexão de transporte rodoviário e transportadores

A Uber tem outras subsidiárias, como a Postmates, Careem ou Comershop.

Os negócios da Uber são divididos em quatro atividades distintas:

  • Mobilidade, que inclui serviços online de reservas para veículos de transporte, como carros, motorizadas ou pequenos autocarros. O negócio original da Uber representa 54,5% da receita.
  • Entrega, que inclui serviços online de entrega de refeição com a Uber Eats. A Uber trabalha com diversos grandes nomes do fast food como o McDonald's, a Starbucks, o KFC, o Burger King, a Domino's Pizza e mesmo a Subway. Trata-se de uma atividade que cresceu exponencialmente devido à indisponibilidade de consumo no local em restaurantes, seguindo as restrições da Covid-19. É responsável por 35% da faturação.
  • Serviços de Carga, atividade dedicada à logística de transporte de mercadorias. A Uber atua como um corretor de cargas, conectando transportadores rodoviários e transportadores. Representa 9% da sua faturação.
  • ATG e outros programas de tecnologia. É uma atividade dedicada ao desenvolvimento de veículos autónomos e novas tecnologias de boleia. Representa 1% da faturação.

Se deseja acompanhar e negociar Uber Stock, ou qualquer um dos 8000 instrumentos financeiros que a Admiral Markets disponibiliza para si, sem o risco de perder o seu investimento, basta abrir hoje uma conta DEMO. Para abrir a sua conta DEMO com a Admiral Markets, basta clicar na imagem que se segue:

Acionistas da Uber

No momento da sua IPO, existiam dois acionistas maioritários, um dos seus fundadores, Travis Kalanic e a holding japonesa, Softbank. Pressionado a sair, o primeiro vendeu perto de 20% das ações do grupo no final de 2019. O segundo vendeu gradualmente as suas ações em 2020, e recentemente no início de 2021.

Hoje, a base de acionistas da Uber é composta principalmente por investidores institucionais, principalmente empresas de gestão de ativos, incluindo a SB Investment Advisers (UK), Benchmark Capital Management., Fidelity Management & Research e a Morgan Stanley. Já os acionistas individuais representam apenas 14,4% das ações do grupo.

Concorrentes da Uber

A Uber opera em mercados altamente fragmentados, tanto nacionalmente como internacionalmente. Nos Estados Unidos, a concorrência é altamente competitiva em negócios de mobilidade e serviços de transporte de mercadorias, com a presença de empresas estabelecidas há várias décadas e players de baixo custo.

Noutros países, como China e Rússia, a Uber teve que liquidar posições e interromper as suas atividades, mas mantém uma presença indireta por meio de participações em empresas do setor.

Baixas barreiras de entrada favorecem o surgimento de novos concorrentes. Quando a Uber lança um novo produto ou serviço, este pode ser copiado legalmente a um custo menor por parte da concorrência. Na realidade, o custo de aquisição de clientes é baixo, o que se revela mandatório a fim de reter uma base sólida de clientes e esperar um crescimento estável das receitas.

Os concorrentes em cada segmento de negócios são:

1- Mobilidade: Lyft (Estados Unidos), Didi (China), OLA Cabs (Índia), Bolt (Estónia), Gojek (Indonésia), Le Cab et Chauffeur Privé (França), empresas de táxi, transportes público, etc. 

2 - Entrega de refeições: DoorDash e Grubhub (Estados Unidos), Deliveroo (Reino Unido), Just Eat Takeaway (Holanda), Rappi e iFood (América Latina), Delivery Hero (Alemanha). A competição poderá estender-se indiretamente a grandes varejistas, supermercados e restaurantes.

3 - Mercadorias/Logística: XPO Logistics, CH Robinson, DHL, FedEx, UPS, todas nos Estados Unidos.

Histórico de preços das ações Uber

As ações Uber enfrentaram uma difícil IPO. Os investidores não estavam confiantes no futuro da empresa, tanto a nível empresarial como financeiro. O fato de a Uber não gerar lucro não os incentivou a investirem nesta à cabeça.

Fonte: MetaTrader5 da Admiral Markets, gráfico semanal Uber (#UBER), 5 de Maio de 2019 a 5 de Maio de 2021. Gráfico elaborado a 5 de Maio de 2021 às 10:38 GMT. Tenha em atenção que retornos passados não são garantia de retornos futuros.

De Julho de 2009 a Novembro de 2019, as ações da Uber caíram mais de 45% antes de recuperarem até aos 42$ em Fevereiro de 2020. Como todas as empresas listadas, foi negativamente impactada pela crise do vírus Covid-19. Esta motivou que a economia parasse abruptamente. Entre o final de Fevereiro e Março de 2020, a sua capitalização de mercado caiu 67%.

Desde os seus mínimos históricos a cerca de 14$, e apesar da crise da Covid-19 que estava apenas nos seus primórdios, as ações da Uber recuperaram espetacularmente contra todas as expectativas. No seu início, esta recuperação trouxe o seu valor para valores de 38-39$ em Junho de 2020, antes de dar início a uma consolidação lateral que durou até ao final de Outubro de 2020.

As ações da Uber recuperaram violentamente com uma ascensão vertical, no momento do anúncio da vacina da Pfizer-Biontech contra o vírus Covid-19. Este inesperado catalisador, na época, permitiu à empresa americana ver o preço das suas ações atingir novos máximos históricos no final de 2020 e no início de 2021.

Embora as ações Uber estejam próximas dos seus máximos históricos, os investidores de varejo interessados ​​nestes títulos aguardarão pelos próximos resultados financeiros para ter um histórico mais alargado, por forma a ajuizar acerca da qualidade intrínseca da empresa. Aparentemente, alguns destes optarem por se lhes antecipar, por forma a retirar maiores dividendos.

As ações Uber viram o seu caráter especulativo diminuir. Isto tem o efeito de desencorajar as oportunidades de vendas a descoberto. Neste tipo de ação, o short squeeze pode acontecer repentinamente se a empresa em questão surpreender agradavelmente o mercado.

Finalmente, a perspectiva de obter um dividendo das ações da Uber é questionável em virtude do seu modelo de negócios. Para ter esperança neste cenário, seria necessário um histórico de lucros ao longo de vários anos, além de geração de fluxo de caixa. O que está longe de ser o caso. Por enquanto, a empresa americana está a privilegiar o crescimento a todo custo, com o objetivo de crescer e ganhar uma maior fatia de mercado.

Um modelo de negócios instável, mas em melhoria

Se as ações Uber lutam para se tornar numa empresa lucrativa, é porque o seu modelo económico não apresenta barreiras de entrada. A sua aplicação móvel pode ser copiada de forma inteligente por qualquer pessoa, sem dificuldades. O que não faltam são competidores com perfis ambiciosos.

Lendo nas entrelinhas, a Uber é uma empresa que tem a arte de contornar as regras do código do trabalho. Ao considerar os seus motoristas e estafetas como autónomos, está isenta do pagamento de direitos sociais.

Com uma estrutura regulatória, que provavelmente apertará num futuro próximo ou longínquo, existe um impasse entre a Uber e as autoridades públicas. Esta última quer reclassificar os motoristas e estafetas que trabalham para a Uber como funcionários.

Os clientes beneficiam da sua conveniência, evitando longos tempos de espera nos locais. No entanto, a sua situação financeira continua a erguer sobrancelhas, pois a empresa investe cash flow para obtenção de lucros. Face a uma competição cerrada, terá que investir mais para manter a sua liderança.

Felizmente, existe uma salvaguarda com a qual a Uber pode contar nos próximos anos. A diversificação de suas atividades na entrega de refeições com a Uber Eats, teve um crescimento excepcional em 2020. A Uber Eats ajudou a compensar a perda de receita no setor de VTC.

Poderá contar com carros autónomos? Em teoria, isto seria um passo em frente para dar novo fôlego ao seu crescimento económico a larga escala. Ao substituir os motoristas por viaturas autónomas, a Uber poderia recuperar todas as suas receitas investidas.

Analisaremos na seção seguinte a rentabilidade de dividendos das ações Uber, mas primeiro, e de modo a perceber melhor a evolução do preço das ações Uber, recomendamos-lhe que descarregue a plataforma de trading MetaTrader 5. Clique no banner que se segue para iniciar o download GRATUITO:

Riscos e Oportunidades das Ações Uber

Investir em ações justamente após uma IPO poderá não ser uma ideia sadia. O pequeno histórico de cotações não oferece uma base sólida para tomar uma posição de compra ou venda nas ações em questão. Portanto, poderá ser preferível esperar alguns meses, trimestres ou mesmo anos para manifestar um interesse sério neste tipo de instrumentos financeiros.

A desconfiança paira no ar quando uma empresa realiza uma oferta pública de capital sem ter obtido lucro previamente. A IPO da Uber não foge a esta regra. A volatilidade pode assumir proporções consideráveis ​​se esta não entregar resultados em linha com as expectativas em consenso de mercado.

Pelo contrário, com um historial mais amplo, o fato das posições de venda abertas terem diminuído gradualmente diz-nos que as ações Uber têm cada vez menos uma faceta especulativa.

Mesmo que a rentabilidade e a receita ainda não tenham sido alcançadas, as suas perspetivas de crescimento são agora mais otimistas, graças à diversificação da atividade na entrega de refeições online e na logística de mercadorias. Além disso, a Uber quer desenvolver atividades em B2B (Business-to-Business) para garantir a estabilidade da sua receita e não depender da procura por parte dos consumidores.

O outro ponto positivo é que as ações Uber tiveram um desempenho melhor que o S&P500 em 2020, com um aumento de 64,57% face aos 17,4% do índice dos EUA. Mediante a observação do gráfico das ações Uber, o ímpeto é positivo, encontrando-se as ações Uber bem acima da sua média móvel a 200 sessões. Quedas na tendência alcista representarão oportunidades para aquisições com desconto ou fortalecimento de uma linha existente.

No entanto, comprar ações Uber ainda acarreta riscos.

▶ Em primeiro lugar, a estrutura regulatória poderá colocar as empresas VTC em pé de igualdade com os concorrentes tradicionais. 

▶ Em segundo lugar, os motoristas e entregadores VTC têm vindo a exigir mais benefícios sociais em relação às suas condições de trabalho. Estes custos potenciais podem afetar o modelo económico e de negócios da empresa a curto prazo.

▶ Terceiro, o modelo de crescimento por meio de captação de recursos e aquisições tem limites. A falta de fluxo de caixa positivo continua a ser uma pedra no sapato, tanto da empresa como dos seus potenciais investidores. 

Os mercados financeiros poderão perder o interesse/confiança se o balanço económico se continuar a deteriorar. Em adição, as agências de classificação de risco Moody's e S&P atribuem-lhe uma classificação abaixo para a categoria de investimento.

Finalmente, a Uber precisará de ganhar participação de mercado em cada uma das suas atividades contra a cerrada concorrência. Isso força-a a reinvestir mais do que lucra para conseguir atingir os seus objetivos de alto crescimento.

Terão as ações Uber um horizonte de investimento de médio a longo prazo? Os investidores veem as ações Uber como uma ação em hiper-crescimento. Eles estão preparados para pagar caro pelo crescimento a longo prazo, se o custo de capital e o prémio de risco do seu património forem baixos. No entanto, se as taxas de juro subirem acentuadamente, as ações Uber poderão sofrer com a sua falta de fluxo de caixa no imediato.

Descarregue hoje mesmo a sua Plataforma de Trading MetaTrader 5 com a Admiral Markets, totalmente GRATUITA:

Porquê comprar Ações Uber na Admiral Markets?

Para quem estiver à procura de alternativas para investir em ações Uber por intermédio de uma corretora online tradicional, as taxas para ações dos EUA permanecem altas, apesar dos esforços efetuados.

Na Admiral Markets, que oferece investimentos em quinze mercados financeiros, pode fazê-lo a um custo mais baixo mediante a negociação de CFDs (contratos por diferença) na plataforma MetaTrader, seja para compra ou venda, efetuando um depósito na sua conta de negociação com uma alavancagem da sua escolha.

Em relação a esta última, é mais sensato utilizar alavancagem de acordo com sua gestão de risco, para que não se coloque numa situação difícil, tanto financeira quanto psicologicamente.

Caso esteja a enfrentar dificuldade na utilização da plataforma MetaTrader da Admiral Markets para aquisição de ações Uber, siga os seguintes passos:

  • Faça login na sua conta de negociação MetaTrader 5
  • Vá a Inserir, clique em Exibir e na janela “Preço” à esquerda, clique para aceder à Observação de Mercado
  • Vá a Símbolos e digite UBER ou #UBER na barra de pesquisa
  • Selecione as ações Uber e clique em Mostrar símbolo
  • Clique com o botão direito do rato em Uber, clique em Nova Ordem e por último em Comprar ou Vender

Interessado em negociar nos mercados financeiros? A Admiral Markets é uma Corretora Forex Online REGULADA e de CONFIANÇA! Tenha acesso ultra-rápido aos mercados e às condições de trading mais competitivas, clique no banner que se segue para abrir hoje mesmo a sua conta de trading:

Sobre a Admiral Markets

INFORMAÇÕES SOBRE MATERIAIS ANALÍTICOS:

Aviso: Os dados fornecidos fornecem informações adicionais sobre todas as análises, estimativas, prognósticos, previsões ou outras avaliações ou informações similares (doravante "Análise") publicadas no website da Aglobe Investments Ltd. Antes de tomar qualquer decisão de investimento, preste muita atenção ao seguinte:

  1. Esta é uma comunicação de marketing. A análise é publicada apenas por motivos informativos e não é construída sob a forma de aconselhamento ou recomendação de investimento. Não foi elaborado de acordo com os requisitos legais destinados a promover a independência da pesquisa de investimento, e que não está sujeito a qualquer proibição de lidar com a disseminação da pesquisa de investimento.
  2. Qualquer decisão de investimento é tomada por cada cliente, enquanto que a Aglobe Investments Ltd não será responsável por qualquer perda ou dano decorrente de tal decisão, com ou sem base no conteúdo.
  3. Com o objetivo de proteger os interesses dos nossos clientes e a objetividade da Análise, a Aglobe Investments Ltd estabeleceu procedimentos internos relevantes para a prevenção e gestão de conflitos de interesse.
  4. A Análise é preparada por um analista independente, com base nas suas estimativas pessoais.
  5. Embora sejam feitos esforços razoáveis para garantir que todas as fontes do conteúdo sejam confiáveis ​​e que todas as informações sejam apresentadas, tanto quanto possível, de maneira compreensível, oportuna, precisa e completa, a Aglobe Investments Ltd não garante a precisão ou integridade de qualquer informação contida na Análise.
  6. Qualquer tipo de desempenho de instrumentos financeiros, passado ou modelado, indicado no conteúdo, não deve ser interpretado como uma promessa, garantia ou implicação expressa ou implícita pela Aglobe Investments Ltd para qualquer desempenho futuro. O valor do instrumento financeiro pode aumentar ou diminuir e a preservação do valor do ativo não é garantida.
  7. Produtos alavancados (incluindo os contratos por diferença) são de natureza especulativa e podem resultar em perdas ou lucros. Antes de começar a negociar, certifique-se de compreender totalmente os riscos envolvidos.
André Gomes
André Gomes Criador de Conteúdo

Trader e estudioso de mercados financeiros. Considera a inter-independência, autodidatismo e literacia financeira como ferramentas essenciais para o sucesso. Especialização na área de Medicinas Holísticas.