Como Investir em Energia Solar em 2024

Admirals
16 Min leitura

Nos últimos anos, tem havido um movimento de conscientização sobre o impacto que o ser humano tem sobre nosso planeta. Este movimento busca reduzir a poluição que geramos diariamente. Um dos principais focos está em reduzir a pegada de carbono através de fontes de energia renováveis como fonte de energia sustentável.

De todas as energias renováveis, a energia solar é a que mais está crescendo e, além disso, conta com ótimas perspectivas para o futuro. Quer saber o motivo? Sabe como investir em energia solar?

Neste artigo, vamos explicar todas essas questões e muito mais. Continue lendo para descobrir.

O que é Energia Solar?

A energia solar fotovoltaica é o processo pelo qual se produz energia mediante a transformação da radiação solar em eletricidade, através de painéis fotovoltaicos. É uma das principais fontes de energia renováveis.

Onde Investir em Empresas de Energia Solar?

O setor de energia é composto por três grandes seções: a geração, o transporte e a distribuição/comercialização de eletricidade. O negócio da energia solar se encontra na primeira fase, a geração.

Ao considerar investir em energia solar ou energia solar fotovoltaica, é importante determinar se o investimento será destinado a empresas de geração de energia solar ou a empresas que fabricam os produtos essenciais para o aproveitamento dessa fonte de energia, principalmente painéis fotovoltaicos.

Está interessado em aprender a fazer trading para investir com CFDs em energia solar? Por que não se inscreve em um dos nossos webinários online? Essas sessões ao vivo cobrem uma grande variedade de temas de trading todas as semanas e são completamente gratuitas! Clique no banner abaixo para se inscrever agora mesmo:

Webinars grátis sobre trading

Acompanhe os webinars em direto feitos pelos nossos especialistas em trading

História e características do Setor Energético e do Subsetor de Energia Solar

Historicamente, o setor de energia é caracterizado pela existência de muito poucas empresas ou apenas uma única companhia. Em muitos países, trata-se de uma empresa de origem pública ou com grande intervenção estatal.

Essa situação decorre da necessidade do Estado de garantir o fornecimento de energia em todo o território nacional. Consequentemente, é considerado um setor estratégico e vital para o desenvolvimento das atividades do país.

Além disso, para produzir, transportar e distribuir energia elétrica, é necessário um investimento colossal, principalmente para o estabelecimento da infraestrutura necessária. Esse tipo de indústria é considerado uma indústria de rede, e geralmente ocorre o fenômeno do monopólio natural, onde, por questões de custos, é mais eficiente que uma única empresa cuide de todo o processo do que exista concorrência.

Para fomentar a concorrência, por exemplo, em Espanha foi promolgada a Lei 54/1997 do Setor Elétrico. A União Europeia também tem tentado liberalizar as indústrias de rede através da introdução de Diretivas, que exigem que os países membros garantam plena concorrência nos segmentos “não de rede” do setor, ou seja, na geração e distribuição/comercialização de energia.

A nível internacional, houve um forte crescimento do movimento a favor da proteção do nosso planeta. Iniciativas como os objetivos de desenvolvimento sustentável propostos pelas Nações Unidas para o ano 2030 são um exemplo disso, dedicando um capítulo à energia acessível e não poluente. A nível europeu, a União Europeia considerou o desenvolvimento do setor de energias renováveis como uma prioridade, e uma forma de alcançar vários objetivos, como:

  • Aumentar a concorrência do setor;
  • Implementar planos de política fiscal expansiva que ajudem a redistribuir a riqueza do mercado único;
  • Reduzir a dependência energética de países como a Rússia.

O compromisso da União Europeia foi reforçado pela assinatura dos Acordos de Paris.

Essas decisões têm uma contrapartida econômica, onde as organizações supranacionais e governos centrais elaboram planos para o fomento e desenvolvimento de setores como o de energia solar.

O impulso dado ao setor conseguiu fomentar a concorrência. Atualmente, ainda é um setor muito regulado, mas sua dependência de financiamento para seu desenvolvimento foi significativamente reduzida.

As medidas de desenvolvimento da indústria a nível mundial favoreceram o desenvolvimento do setor, passando de uma fase embrionária caracterizada por altos custos de entrada, preços pouco competitivos e baixa especialização, para uma fase de crescimento.

Nesta fase, as empresas do setor são favorecidas pela redução de custos graças aos avanços tecnológicos e à produção em escala. Essas características melhoraram a eficiência do processo de geração de energia, reduzindo seu preço e transformando a indústria a ponto de poder competir com fontes de energia tradicionais.

Situação atual e perspectivas futuras para investir em Energia Solar

A Agência Internacional de Energia Renovável (IRENA), em seu relatório anual, indica que, em 2019, o setor de energias renováveis tinha capacidade para produzir 2537 GW a nível mundial. A energia solar representa aproximadamente 23% dessa quantidade, alcançando 586 GW de potência instalada, um incremento de 98 GW em relação à potência instalada em 2018, ou seja, um aumento adicional de 20%.

Ao analisar esse avanço e compará-lo com o restante do setor de energias renováveis, pode-se concluir que investir em energia solar é, de longe, o que mais está crescendo, o que resultou no aumento de sua capacidade instalada. De fato, mais de 50% da nova capacidade de energia renovável instalada em 2019 corresponde à energia solar.

Fonte: IRENA. Realizado em 15 de março de 2021 às 16h30 CET.

Por países, China, Estados Unidos, Japão, Alemanha e Índia são os 5 maiores produtores mundiais de energia solar.

Fonte: IRENA. realizado em 15 de março de 2021 às 16h30 CET.

No entanto, existem pequenas diferenças se analisarmos o ranking dos países em função de sua capacidade instalada. Observa-se que, apesar de ter menos potência instalada que o Japão, os Estados Unidos produzem uma maior quantidade de energia solar.

Em relação à produção de energia solar, em 2018 foram produzidos aproximadamente 562 mil GW, o que equivale a 8,5% da produção total de energias renováveis, que atingiu 6,6 milhões de GW.

Analisando a demanda de energia a nível mundial, em 2019 foram consumidos mais de 22 milhões de GW. O consumo de energia teve um incremento médio de 3% anual desde o ano 2000, segundo dados da consultora Enerdata.

Em termos absolutos, as energias renováveis representam 27% do consumo global de energia e, individualmente, a energia solar representa 2,3% do total de energia consumida.

Os Acordos de Paris incluem o objetivo coletivo de alcançar um investimento anual de 100 bilhões de dólares entre 2020 e 2025, para a redução das emissões de gases de efeito estufa produzidos pela combustão de energias fósseis, que atualmente representam cerca de 60% do consumo final de energia.

Na Europa, a União Europeia, os Governos Centrais e instituições supranacionais como o Banco Europeu de Investimentos (BEI), são os organismos responsáveis por oferecer recursos para um financiamento favorável a esses projetos.

Em conclusão, qualquer decisão de investimento implica um risco e, do ponto de vista da rentabilidade do investimento, não é possível assegurar se vale a pena investir em energia solar ou se investir em energia solar é rentável.

No entanto, em princípio, o setor goza de muito boa saúde e conta com perspectivas realistas que implicam um forte crescimento pelo menos até 2030.

Como Investir em Energia Solar

Investimento Direto

Pode-se investir em energia solar de forma direta, o que implica que o investidor deve ter maior tolerância ao risco e um horizonte temporal amplo. Existem dois modelos de investimento direto:

  1. Assumir todo o projeto a nível individual. É possível investir em energia fotovoltaica através da instalação de painéis solares em sua própria casa ou em um terreno de sua propriedade para começar a gerar energia. Essa possibilidade de investimento implica um estudo detalhado da legislação vigente, bem como a elaboração de um estudo de viabilidade para determinar se realmente vale a pena essa opção. Como mencionado, esse investimento tem um risco associado elevado, especialmente se você não for um especialista na área;
  2. Outra possibilidade de investimento direto é fazê-lo através de um grupo ou associação. Entre os participantes, financiar-se-á um projeto em maior escala para investir em campos de energia solar. No entanto, essa forma de investir requer a formação de uma empresa e, geralmente, esse tipo de empresa não costuma estar listada em bolsas de valores, o que pode diminuir o controle por parte dos proprietários e aumentar a opacidade.

Ações

Uma opção talvez mais realista é comprar ações de empresas de energia solar cotadas no mercado. Para isso, será necessário definir em que tipo de empresas interessa investir: em empresas cuja principal atividade é a geração de energia solar ou naquelas que se dedicam à fabricação de componentes de energia solar, ou seja, painéis fotovoltaicos.

O investimento através de ações é uma possibilidade muito difundida. É possível comprar e vender ações da empresa cotada selecionada. Também é possível investir por meio de fundos, que investirão nessas ações utilizando um gestor e cumprindo uma série de requisitos em troca de uma tarifa ou comissão. Outra opção é investir através de fundos cotados, os ETFs.

Se você quer começar a investir em produtos relacionados com energias renováveis, é interessante saber que na Admirals você pode negociar ações das maiores empresas do mundo.

Com uma conta Invest.MT5, você pode comprar ações de mais de 2.300 empresas cotadas e investir em mais de 180 ETFs, além de outras vantagens:

  • Você pode abrir uma conta com um depósito mínimo de apenas 1 €;
  • Acesso a dados de mercado gratuitos em tempo real sem custo adicional;
  • Utilize a renomada plataforma de trading de ativos múltiplos MetaTrader 5.

Você pode começar agora mesmo clicando no banner abaixo:

Investir nos principais instrumentos globais

Milhares de ações e ETFs na ponta dos seus dedos

Derivados Financeiros

Os derivados financeiros são produtos complexos, onde a rentabilidade do investimento deriva da evolução do preço de um terceiro ativo. Uma possibilidade muito difundida é o investimento através de CFDs. Estas são as siglas em inglês de Contract For Difference, ou seja, contratos por diferença.

Este tipo de contrato permite ao trader especular sobre a evolução de um ativo financeiro com um desembolso mínimo, o que possibilita fazer trading em energia solar sem a necessidade de realizar um grande investimento.

Os ganhos ou perdas dos CFDs são determinados pela diferença entre o preço de entrada no título e seu preço de saída. Os CFDs geralmente operam com alavancagem, o que multiplica a exposição que o investidor tem sobre o ativo subjacente, impactando no resultado da operação.

A seguir, são apresentados dois exemplos utilizando a plataforma de trading MetaTrader para investir em energia solar.

Estratégias de Investimento em Empresas de Geração de Energia Solar: NextEra Energy

A NextEra Energy é uma empresa norte-americana de geração de energia renovável. Em 2019, a companhia gerou cerca de 4 GW de energia através da geração de energia solar, empregou mais de 14.800 funcionários entre Canadá e Estados Unidos e teve uma receita superior a 19 bilhões de dólares.

Fonte: Admirals MetaTrader 5. Gráfico semanal da NextEra Energy. Intervalo de dados: de 25 de janeiro de 2015 a 16 de março de 2021. Elaborado em 16 de março de 2021 às 16:25 horas CET. Tenha em conta que os rendimentos passados não garantem retornos futuros.

O gráfico semanal de longo prazo sobre a cotação da NextEra Energy mostra um período prolongado de crescimento com avanços cada vez mais rápidos desde o início de 2015 até o surgimento da pandemia do coronavírus em março de 2020. Nesse momento, a cotação sofreu uma forte queda de quase 40% em poucas semanas. No entanto, a recuperação foi rápida e, em meados de julho de 2020, a ação voltou a registrar máximos históricos. O crescimento acelerado continuou até o final de janeiro de 2021, registrando máximos próximos a 88 dólares por ação. Nesse momento, os vendedores entraram no mercado, realizando lucros e gerando uma queda de aproximadamente 25%. Esse movimento de baixa foi contido em 5 de março na zona de retração de Fibonacci de 38,2, situada em torno da barreira psicológica de 70 dólares por ação.

A ação não se estabilizou instantaneamente, na verdade, houve uma série de ataques de baixa que não tiveram força suficiente para romper esse suporte, do qual a ação rebotou. O próximo nível chave está nos 77 dólares, onde se encontra a retração de Fibonacci de 23,6. Se esse nível for superado com força suficiente, é possível que um forte movimento de alta seja desencadeado, com subidas superiores a 5 dólares diários, até registrar novos máximos históricos.

Ano Rendimento
2020 27,44%
2019 39,33%
2018 11,27%
2017 30,78%
2016 14,98%

Estratégias de Investimento em Empresas que produzem Painéis Fotovoltaicos: Jinko Solar

A Jinko Solar é uma empresa de origem chinesa e uma das três principais fabricantes de painéis fotovoltaicos a nível mundial. A empresa conta com fábricas em 9 países do mundo e filiais em 21.

O gráfico semanal da Jinko Solar acima mostra que a ação sofreu recentemente uma grande volatilidade. De 2014 até 2020, a ação negociou em um intervalo próximo a 20 dólares, entre máximos de 30 e mínimos de 10.

No entanto, em setembro de 2020, a cotação disparou, rompendo a resistência e aumentando seu valor em 300% em menos de 3 meses. Finalmente, no início de outubro, esse impressionante impulso de alta perdeu força após atingir 90 dólares por ação.

Assim, inicialmente alguns traders optaram por realizar lucros, o que provocou uma primeira queda no preço da ação, que se moveu lateralmente até fevereiro de 2021, quando ocorreu uma nova queda.

A seguir, é mostrada uma periodicidade mais curta para poder desenvolver uma estratégia com mais clareza.

Fonte: Admirals MetaTrader 5. Gráfico diário de JKS. Intervalo de dados: de 3 de junho de 2020 a 17 de março de 2021. Elaborado em 17 de março de 2021 às 15:20 horas CET. Tenha em conta que os rendimentos passados não garantem retornos futuros.

No gráfico acima foi incluído o indicador RSI, bem como duas linhas ocres que indicam os níveis de resistência e suporte nos quais a ação se movimentou de outubro de 2020 a fevereiro de 2021.

Como pode ser observado na imagem, no início de fevereiro, a ação rompeu o suporte e, após uma tentativa fracassada de retornar ao intervalo, a cotação está seguindo uma tendência de baixa, que se interrompe quando o RSI cai abaixo dos 30 pontos, conforme prevê a teoria da opinião contrária no trading.

Essa tendência pode continuar até os 26 dólares por ação, onde se espera um aumento da pressão compradora. Este nível é o resultado de subtrair a amplitude do canal ao ponto de ruptura do suporte.

Evolução nos últimos 5 anos:

Ano Rendimento
2020 175,1 %
2019 127,4 %
2018 -58,88 %
2017 57,91 %
2016 -44,96 %

Conclusão

O setor de energia solar é um dos setores que mais cresceu em 2020, com um aumento de capacidade superior a 20%, muito acima das demais energias renováveis. Até o ano 2030, o setor conta com o apoio de organizações internacionais e entidades locais para facilitar seu desenvolvimento. No entanto, essas características também podem ser interpretadas como um risco, em relação à legislação vigente e às prioridades de desenvolvimento e financiamento setorial.

Nos últimos anos, o desenvolvimento da energia solar como fonte de energia sustentável tem sido uma realidade. O setor melhorou em competitividade, eficiência e capacidade, tornando-se um setor estratégico e importante em praticamente todos os países do mundo.

Existem dois tipos de empresas que operam no setor: as que geram energia solar e as que produzem equipamentos para desenvolver essa atividade, como painéis fotovoltaicos. Foi realizada uma análise para investir em energia solar através de duas das principais empresas do setor, uma de cada tipo, com base em padrões técnicos que tentam prever a evolução do preço das ações.

Você sabia que pode utilizar o indicador Technical Ideas da Trading Central para encontrar ideias de trading acionáveis neste índice e em milhares de outros instrumentos em Forex, ações, índices, commodities e mais?

Você pode obter este indicador completamente GRÁTIS atualizando sua plataforma de trading MetaTrader 5 fornecida pela Admirals para a exclusiva Admirals Supreme Edition! Você também receberá uma ampla gama de ferramentas de trading avançadas, como indicadores de correlação e sentimento!

Inicie seu download gratuito clicando no banner abaixo:

A principal plataforma multi-ativos do mundo


Continuar a Ler

Sobre a Admirals

Somos um broker com presença global autorizado e regulado por reguladores financeiros, como a Comissão de Valores Mobiliários de Chipre (CySEC) e a Comissão Australiana de Valores e Investimentos (ASIC). Proporcionamos acesso às plataformas de trading. A Admirals oferece a oportunidade de operar com Contratos por Diferença (CFD) em ações, Forex, índices, commodities, bem como fundos negociados em bolsa (ETF) e ações.

Bom trading!

Admirals

TOP ARTIGOS
Guia de Investimento em Ações com Dividendos 2024
Investir em dividendos é uma estratégia de investimento popular.Dividendos são pagos aos acionistas por empresas de capital aberto como uma forma de compartilhar os lucros que a empresa obtém.O objetivo dos investidores em dividendos é montar uma carteira de ações com dividendos que possa ser utiliz...
3 Maneiras de Investir em Imóveis através do Mercado de Ações
Provavelmente, a maioria das pessoas já ouviu falar em algum momento sobre o mercado de ações e investimentos imobiliários, mas poucas sabem como esses mercados podem se combinar para maximizar o capital disponível para investir.Qual é a melhor opção: investir na bolsa de valores ou no mercado imobi...
Investimento em Ouro: Passos Essenciais para Comprar Ouro na Bolsa
Vale a pena investir em ouro agora? Tem duas opções: comprar fisicamente o metal precioso (lingotes, joias) ou pode investir nos mercados para tentar obter potenciais ganhos com a subida do preço do ouro, ou com a descida, se operar com Contratos por Diferença (CFDs). Neste artigo, ex...
Ver Tudo